COMO ESCOLHER PLANTAS PARA SUA CASA?

4 dicas para escolher as melhores espécies para sua casa!



Incluir plantas na decoração é um jeito fácil de mudar os ambientes de casa sem investir muito. Existem plantas mais indicadas para o cultivo em casa de acordo com a iluminação e ventilação disponíveis em cada ambiente, por isso, separamos 4 dicas para ajudar na escolha certa!


1. Plantas que gostam de muita luz


Dentro da infinidade de possibilidades dessa categoria, se destacam os cactos e as suculentas! Ambas as espécies são fáceis de cuidar, precisando de regas semanais em épocas mais quentes e quinzenais nas temporadas mais úmidas. Elas gostam muito de sol, sendo indicadas para locais próximos à janelas.


CACTOS - Muito resistentes, são uma ótima opção para locais muito iluminados, mas tome cuidado para não deixá-los acessíveis para pets e crianças!


SUCULENTAS - São ótimas para compor arranjos e demandam pouca manutenção.


Os cactos ficam lindos na decoração de quartos!

É importante lembrar que não é indicado dar água para as plantas se elas estiverem expostas diretamente ao sol, portanto, para realizar a rega desta e das demais espécies, lembre-se de fazer durante as manhãs ou então nos finais de tarde!


2. Plantas para locais com iluminação natural indireta/meia sombra


Para as espécies indicadas para cultivo em casa, esta talvez seja a que possui mais possibilidades! De modo geral, elas precisam de luz natural mas de forma indireta e não durante o dia inteiro. As regas devem ser feitas somente quando o substrato estiver seco. Existem algumas que precisam de cuidados específicos, e por isso vamos detalhá-los um pouco mais a seguir:


COSTELA-DE-ADÃO - É uma espécie de planta que não cresce muito, mas possui folhas grandes. Se adapta bem a diversos ambientes, podendo ser cultivada em vasos com terra ou água.


SAMAMBAIA - Talvez uma das espécies mais famosas do Brasil, as samambaias se adaptam bem em ambientes mais quentes, mas lembre-se de não colocá-la em contato direto com a luz solar direta pois vai queimar suas folhas!


PEPERÔMIA - Esta espécie não lida muito bem com locais muito frios. Pode ser cultivada em vasos menores e expostas em prateleiras ou nichos suspensos.


Faça arranjos dessas espécies na sala de estar!

3. Plantas cultivadas na água


Se o ambiente não tem espaço suficiente para conter vasos, a solução é investir em plantas que podem ser cultivadas na água! Elas exigem pouca manutenção, precisando de cuidados maiores com relação à higiene do recipiente e a troca de água, que deve ser feita, em média, a cada 2 dias, de forma a evitar a proliferação de dengue, do apodrecimento das raízes e o mau cheiro.


JIBOIA - As jiboias dão um toque verde marcante nos ambientes, além de produzirem um efeito de cascata muito bonito! Para manter ela saudável, limpe o recipiente a cada 3 dias, cuidando para que ela não receba incidência solar direta.


SINGÔNIO - Uma das espécies mais procuradas atualmente, o Singônio é uma espécie que exige poucos cuidados e produz um efeito estético muito interessante. É uma planta muito resistente e que se reproduz de forma rápida.


ESPADA-DE-SÃO-JORGE - Para cultivar essa espécie é imprescindível que, ao ser retirada da terra, ela seja muito bem lavada! A quantidade de água recomendada é até cobrir a raíz mais espessa da planta.


Com tons de verde lindos, a jiboia é sempre uma boa opção!

4. Plantas comestíveis


Se você é daquelas pessoas que amam cozinhar e fazer drinks, existem algumas plantas que não podem faltar na sua casa! Os cuidados com cada uma delas variam um pouco, portanto, não se esqueça de


ALECRIM - Prefere ser plantado em vasos com solo mais seco e arenoso. Além disso, deve receber luz natural por, pelo menos, 5 horas diárias! Seu aroma ajuda a perfumar o ambiente da cozinha, além de auxiliar na confecção de pratos!


MANJERICÃO - Um dos queridinhos nos apartamentos, ele precisa de, pelo menos, 3 horas diárias de iluminação solar, além de não pode receber muito vento. Durante seu período de floração, é importante cortar as flores com uma tesoura, próximo ao caule, para que cresçam mais folhas!


HORTELÃ - Uma das plantas mais versáteis dentro da cozinha, a hortelã é muito resistente, necessitando de solos bem úmidos e adubados. Se adapta bem a quaisquer níveis de exposição solar. As podas de galhos "pelados" é importante para o crescimento de novas folhas e o fortalecimento de toda a planta.


As plantas comestíveis são ótimas opções para cozinhas!

Gostou das dicas? Comente abaixo quais plantas você cultiva ou queria cultivar em casa!


E se ficou com alguma dúvida, me ajuda SAH!